Se você joga jogos no seu tempo livre, por que não receber por isso? Faça seu cadastro aqui, e é só começar a jogar e ganhar!


 


 


Top 5 alimentos para o crescimento do cabelo

Top 5 alimentos para o crescimento do cabelo

24 de junho de 2019

A dieta desempenha um papel importante em manter a pele e os cabelos saudáveis. Os alimentos que as pessoas comem têm um impacto no crescimento, força e volume de seus cabelos.

O cabelo cresce a partir das raízes, por isso a chave para o crescimento saudável do cabelo está na melhoria da saúde do couro cabeludo e dos folículos pilosos.

Este artigo analisa os melhores alimentos e nutrientes para promover o crescimento do cabelo.

Como a dieta afeta o crescimento do cabelo?

O cabelo está continuamente crescendo e sendo substituído, e os folículos estão constantemente criando novos cabelos a partir de nutrientes no corpo.

Os alimentos que as pessoas comem afetam o crescimento de seus cabelos e sua qualidade. Certas proteínas, gorduras, vitaminas e minerais são especialmente importantes para um cabelo forte e saudável.

Comer uma dieta variada e nutritiva também pode aumentar a saúde das unhas e da pele. As mudanças serão mais perceptíveis em pessoas que anteriormente tinham deficiências de vitaminas ou nutrientes. Mesmo assim, pode demorar um pouco para ver os resultados positivos, em termos de crescimento de pelos.

A Academia Americana de Dermatologia estima que as pessoas perdem de 50 a 100 cabelos por dia. Pouco depois, novos cabelos crescem dos mesmos folículos. O cabelo da cabeça geralmente cresce em torno de 6 centímetros por ano.

As seções a seguir abordam os principais nutrientes para o crescimento do cabelo e quais os alimentos que os contêm.

1) Ovos

Os ovos são uma boa fonte de biotina, um mineral que pode ajudar a impulsionar o crescimento do cabelo.

Cabelos desbaste e perda de pelos no corpo são dois sintomas de deficiência de biotina. Outros sintomas incluem erupções ao redor do rosto e ânus, infecções de pele e unhas quebradiças. Deficiências de biotina são raras.

Muitos suplementos dietéticos para o crescimento do cabelo contêm biotina. No entanto, há pouca evidência científica de que a biotina melhora a saúde do cabelo, da pele ou das unhas.

Exemplos de outros alimentos que contêm biotina:

Carne, incluindo peixe;

Nozes;

Sementes;

Alguns vegetais, como batata-doce, espinafre e brócolis.

Os ovos também contêm outros compostos que podem impulsionar o crescimento do cabelo, incluindo L-lisina, vitamina D e certos minerais. Leia mais para mais informações.

2) Castanha do Pará

As castanhas do Pará são uma excelente fonte de selênio, um mineral que pode ajudar a impulsionar o crescimento do cabelo.

Autores de uma revisão científica notam que o selênio está envolvido na criação de cabelo. Eles relatam que os cabelos recém-formados absorvem o selênio depois de receber oligoelementos do sangue.

No entanto, demasiado selênio pode causar cabelos quebradiços e queda de cabelo, juntamente com náuseas, erupções cutâneas e problemas no sistema nervoso.

O limite superior recomendado para o selênio em adultos é de 400 microgramas (mcg). A castanha-do-pará é muito rica em selênio - uma castanha-do-brasil oferece 68-91 mcg - então as pessoas podem querer limitar sua ingestão a cerca de quatro castanhas-do-brasil por dia.

As concentrações de selênio nos alimentos de origem vegetal variam de acordo com a localização geográfica e o conteúdo do solo.

Outros alimentos que contêm selênio incluem:

Carne, incluindo fígado e peixe;

Ovos;

Leite e outros produtos lácteos;

Pães e cereais.

3) Peixe gordo

As gorduras saudáveis ​​são uma parte importante de todas as dietas, e os ácidos graxos ômega-3 são bons para o coração, cabelo, pele e olhos.

Os peixes podem ser boas fontes de ômega-3, bem como vitamina D, o que pode impulsionar a saúde do cabelo.

Além disso, as pessoas que comem peixe têm um risco reduzido de várias doenças crônicas, e comer peixe gordo ajuda a manter o coração saudável, diminuindo o risco de ataque cardíaco e derrame.

Em um estudo de animais em 2018, os pesquisadores descobriram que o extrato de óleo de peixe contendo ácido docosahexaenóico, um ácido graxo ômega-3, impulsionou o crescimento do cabelo, aumentando a atividade de certas proteínas no corpo.

Além disso, um estudo em pequena escala descobriu que tomar suplementos de ômega-3 juntamente com proteínas marinhas poderia reduzir a perda de cabelo, embora os pesquisadores observassem que isso não promovia especificamente o crescimento do cabelo.

As fontes de peixes mais ricos em ácidos graxos ômega-3 são:

Salmão;

Cavalinha;

Atum;

Arenque;

Sardinhas.

As pessoas que seguem uma dieta vegetariana ou vegana podem obter ômega-3 a partir das seguintes fontes vegetais:

Nozes;

Sementes, como linhaça e sementes de chia;

Óleo de linhaça, óleo de soja e óleo de canola;

Algas, como spirulina;

Alimentos fortificados.

4) Alimentos fortificados com vitamina D

Algumas pesquisas sugerem que a vitamina D pode ajudar a melhorar o crescimento do cabelo.

A vitamina D também é importante para as funções musculares, nervosas e do sistema imunológico.

Na maioria das dietas americanas, os alimentos fortificados fornecem a maior parte da vitamina D. Alguns alimentos que tendem a ser fortificados incluem:

Cereais do café da manhã;

Suco de laranja;

Iogurte;

Margarina;

Bebidas de soja.

Outros alimentos que contêm vitamina D incluem:

Peixe gordo;

Bife de fígado;

Queijo;

Cogumelos.

5) Fontes de L-lisina

Certos aminoácidos em alimentos ricos em proteínas podem ajudar a promover o crescimento do cabelo, e a L-lisina é um exemplo.

A L-lisina também está presente na raiz do cabelo e é responsável pela forma e volume do cabelo.

Uma deficiência de L-lisina pode causar perda de cabelo, mas obter o suficiente deste aminoácido pode evitar esse problema e promover o crescimento regular do cabelo.

As pessoas podem tomar suplementos de L-lisina. Também existe, como proteína dietética, nos seguintes alimentos:

Carne;

Ovos;

Feijões;

Lentilhas;

Nozes;

Espirulina.

Outros nutrientes

Certas deficiências podem causar perda de cabelo e restaurar os níveis desses nutrientes e minerais pode impulsionar o crescimento do cabelo:

Ferro. Mesmo casos leves de anemia por deficiência de ferro podem causar queda de cabelo.

Zinco. Zinco insuficiente pode levar a cabelos secos e, possivelmente, perda de cabelo.

Proteína. A falta de proteína pode enfraquecer o cabelo e torná-lo sem graça.

Embora a pesquisa científica seja limitada, algumas fontes sugerem que os seguintes nutrientes podem impulsionar o crescimento do cabelo:

Niacina, para apoiar folículos pilosos saudáveis;

Ácido fólico, para promover o crescimento de novos cabelos;

Vitamina A, para proteger os folículos pilosos;

Vitamina C, um antioxidante, para evitar danos ao cabelo e apoiar os Níveis de colágeno.

Algumas pessoas usam suplementos de ervas para promover o crescimento do cabelo, embora a pesquisa não tenha confirmado que esses remédios funcionam.

Especificamente, alguns acham que os suplementos de Saw Palmetto ajudam a prevenir e até mesmo parcialmente reverter a queda de cabelo.

Outros usam o Ginkgo biloba, um suplemento de ervas associado ao estímulo da memória, para estimular o crescimento do cabelo, acreditando que ele melhora a entrega de nutrientes ao couro cabeludo.

Quais fatores afetam o crescimento do cabelo?

À medida que as pessoas envelhecem, elas podem perceber que seus cabelos não crescem tão rapidamente quanto antes e que são menos espessos. Alguns folículos podem parar de produzir novos cabelos, levando a queda de cabelo ou perda.

Isso resulta de uma combinação de genética e processos naturais de envelhecimento. Os fios de cabelo também ficam mais finos e começam a perder a cor.

Parto, estresse, condições da tireóide e um problema de saúde chamado alopecia pode causar perda mais súbita de cabelo. Comer uma dieta saudável, mesmo uma destinada a apoiar o crescimento do cabelo, pode não resolver problemas genéticos ou sistêmicos.

Além do envelhecimento, doenças e genética, a desnutrição é uma das causas mais comuns de perda de cabelo. Seguir uma dieta saudável e bem equilibrada pode ajudar as pessoas a manter os níveis típicos de crescimento e substituição de pelos.

A alimentação nutritiva também pode ajudar a prevenir esses sinais de cabelos danificados ou não saudáveis:

Secura;

Uma textura frágil;

Caspa visível;

Uma aparência sem graça;

Uma tendência a quebrar facilmente.

Outlook

Hereditariedade e envelhecimento natural desempenham papéis importantes na perda de cabelo. No entanto, a qualidade, quantidade e crescimento dos cabelos também estão intimamente ligados à dieta.

Manter uma dieta nutritiva é a melhor maneira de melhorar a saúde e o crescimento dos cabelos.

Os médicos recomendam que as dietas sejam variadas. Para onívoros, eles devem incluir quantidades adequadas de proteína de peixe, feijão, ovos e carnes magras, bem como muitas frutas frescas, vegetais e grãos integrais.


Fonte, crédito e publicação: Medical News Today.


 

https://aquibelezaesaude.com/ads.txt