Caro visitante, novo endereço do site aqui, caso esteja acessando com endereço antigo. O novo endereço do site o conteúdo é o mesmo e poderá navegar de forma completamente segura.


 


O que se deve saber sobre a dor no ombro da frente

O que se deve saber sobre a dor no ombro da frente

Danos no ombro podem resultar de movimentos repetitivos, trabalho manual, esportes ou envelhecimento. Uma pessoa também pode ferir esta parte do corpo devido a uma queda ou acidente grave. Muitas pessoas visitam o médico com dor no ombro anterior.

O ombro é uma estrutura móvel que permite que o braço se mova livremente em todas as direções. Problemas no ombro podem limitar o movimento do braço, causando dor ou desconforto.

O ombro tem três ossos principais:

■ O úmero, que é o osso do braço longo;

■ A escápula;

■ A clavícula.

Esses ossos interagem em quatro articulações. Uma articulação chamada glenoumeral ou articulação do ombro liga o osso do braço e a omoplata. Embora as estruturas circundantes forneçam apoio, essa articulação é suscetível a lesões.

Neste artigo, é discutido algumas causas comuns de dor no ombro da frente e explicamos como os médicos as diagnosticam e tratam.

Quais são as causas?

A dor no ombro pode se desenvolver a partir de problemas em qualquer parte do ombro.

Danos à articulação podem resultar de movimentos repetitivos, trabalho manual, esportes ou envelhecimento.

Também pode ocorrer quando uma pessoa sofre uma queda ou acidente grave.

Algumas lesões podem causar um início súbito de dor no ombro. Exemplos incluem luxações, separações e fraturas.

Causas comuns de dor crônica no ombro da frente incluem o seguinte:

Lesão do manguito rotador

O manguito rotador compreende músculos e tendões que atuam para estabilizar o ombro.

As bursas, que são sacos cheios de fluido, reduzem o atrito entre as estruturas do ombro. Os tendões do manguito rotador, que conectam os músculos ao osso, são vulneráveis ​​à compressão das estruturas ósseas circundantes.

A tendinopatia do manguito rotador, ou lesão dos tendões do manguito rotador, pode se desenvolver a partir de atividade repetitiva, geralmente igual ou maior que a altura do ombro. As pessoas com tendinopatia do manguito rotador podem ter dor ao redor do ombro, particularmente ao atingir a cabeça.

O impacto ocorre quando o acrômio, uma parte da escápula, pressiona os tendões e as bursas do manguito rotador. Apresenta-se de maneira quase idêntica à tendinopatia do manguito rotador.

As lesões no tendão do manguito rotador podem resultar de lesão súbita ou alteração lenta e degenerativa. Os sintomas incluem fraqueza e dor no ombro, bem como sensações de estalo durante o movimento do braço. Lágrimas severas podem prejudicar o uso do ombro, limitando as atividades do dia-a-dia.

Tendinopatia do bíceps

A tendinopatia do bíceps é uma lesão do tendão do músculo bíceps, que pode resultar do levantamento repetitivo e da sobrecarga. Os sintomas incluem dor na parte da frente do ombro que se agrava ao levantar, alcançar a parte superior e transportar objetos. A continuação do desempenho dessas atividades pode resultar na ruptura súbita do tendão.

Capsulite adesiva

A capsulite adesiva, que as pessoas às vezes se referem como ombro congelado, pode se desenvolver a partir do não uso do ombro. Pessoas com essa condição podem sentir dor, diminuição da amplitude de movimento e rigidez articular. Causas comuns de desuso do ombro incluem tendinopatia do manguito rotador, diabetes mellitus, tendinopatia do bíceps e trauma no ombro.

Osteoartrite

A osteoartrite, também conhecida como artrite "desgaste", ocorre comumente na articulação glenoumeral ou na articulação acromioclavicular. Nessa forma de artrite, os ossos se esfregam quando a cartilagem entre eles se desgasta. Os sintomas incluem dor, inchaço e rigidez na articulação do ombro.

A osteoartrite geralmente piora com o tempo.

Fratura

As fraturas, ou rupturas, ocorrem mais frequentemente na clavícula ou no osso do braço. Ambos os tipos de fratura podem resultar de uma queda em uma mão estendida ou um golpe no ombro. Na maioria dos casos, causam dor intensa, inchaço e hematomas. O ombro ficará sensível ao toque em torno da lesão e os ossos podem estar fora de posição.

Luxação

Luxações de ombro ocorrem quando a bola do osso do braço sai de seu soquete. O osso do braço pode deslocar-se para frente, para trás ou para baixo, parcial ou completamente.

As luxações podem ocorrer se as estruturas circundantes do ombro estiverem desgastadas. Os sintomas incluem dor, inchaço, dormência e fraqueza. O braço pode parecer fora do lugar.

Separação

A separação dos ombros ocorre quando os ligamentos se rasgam. Os ligamentos são tecidos que conectam os ossos e a cartilagem. Separações na região acromioclavicular entre a clavícula e a escápula podem ocorrer por quedas ou golpes diretos. Os sintomas incluem dor, inchaço e sensibilidade no ombro da frente, bem como um inchaço no ponto de separação.

Tratamento

As pessoas podem gerenciar muitos tipos de problemas no ombro em casa.

O tratamento tipicamente envolve um período de descanso e evitação de atividades que agravam a dor.

Um médico também pode recomendar a aplicação de calor ou gelo para a lesão para alívio da dor, bem como colocar pressão sobre a área para reduzir o inchaço. A fisioterapia melhora a força e a flexibilidade do ombro.

As cintas podem ser úteis no gerenciamento das luxações, separações e fraturas do ombro, pois mantêm as estruturas da articulação em posição. Antes de aplicar uma tipóia, o médico colocará os ossos de volta no lugar.

Às vezes, os médicos recomendam medicação para reduzir a dor e a inflamação. Medicamentos sem receita, como o ibuprofeno e a aspirina, estão disponíveis. Os médicos também podem prescrever medicamentos e injetar esteróides ou anestesiar o medicamento diretamente no ombro para aliviar a dor.

Algumas lesões requerem cirurgia para tratamento. Por exemplo, as rupturas do manguito rotador e a capsulite adesiva nem sempre melhoram com repouso e medicamentos. Lacerações severas do manguito rotador ou luxações recorrentes podem justificar uma consulta cirúrgica precoce, em vez de uma tentativa de tratamento em casa.

Diagnóstico

Várias condições levam à dor no ombro.

Uma avaliação clínica completa ajuda a identificar a causa. Um médico fará uma análise e realizará um exame físico, durante o qual poderá solicitar que o indivíduo realize vários movimentos específicos para avaliar a lesão. Eles também podem solicitar exames laboratoriais e de imagem se precisarem de informações adicionais.

Se a dor for leve, pode não ser necessário consultar um médico imediatamente. Algumas pessoas preferem descansar e ver se a dor vai embora. Se a dor não melhorar, é melhor ir ao médico para avaliação adicional.

As pessoas devem consultar um médico imediatamente se tiverem algum dos seguintes sinais ou sintomas:

■ Dor intensa;

■ Inchaço repentino;

■ Fraqueza ou dormência no braço ou na mão;

■ Incapacidade de usar o ombro;

■ Deformidade.

Leve embora

A dor no ombro é uma queixa comum. A anatomia única e amplitude de movimento desta articulação tornam suscetível a lesões. Gatilhos comuns para lesões incluem acidentes, movimentos repetitivos, trabalho manual, esportes e envelhecimento.

Uma lesão que causa dor severa requer cuidados imediatos. Uma pessoa também deve consultar um médico imediatamente se tiver alguma deformidade articular, inchaço repentino, incapacidade de usar a articulação, fraqueza ou dormência no braço ou mãos ou dor intolerável.

Autor da matéria: Sunali Wadehra.
Avaliado por: William Morrison, MD.
Fonte da matéria: Medical News Today.

Informação: toda a autoria da matéria pertence a Sunali Wadehra. A matéria foi avaliada por William Morrison, MD e publicada no Medical News Today. Foi colocado no site 100% da matéria. De qualquer forma, poderá ler a matéria completa do autor Sunali Wadehra conforme publicada no site Medical News Today aqui. No Medical News Today a matéria está em inglês, mas, você pode traduzir a página para o português. 15/02/2019.