Caro visitante, novo endereço do site aqui, caso esteja acessando com endereço antigo. O novo endereço do site o conteúdo é o mesmo e poderá navegar de forma completamente segura.


 


O que saber sobre a síndrome uretral

O que saber sobre a síndrome uretral

09 de maio de 2019

A síndrome uretral descreve um grupo de sintomas que ocorrem quando a uretra se torna irritada. A uretra é o tubo que transporta a urina da bexiga para o exterior do corpo.

Neste artigo, é discutido o que é a síndrome uretral juntamente com seus fatores de risco e sintomas. Também é coberto diagnóstico, tratamento e prevenção.

O que é a síndrome uretral?

A síndrome uretral, também conhecida como síndrome da dor uretral, é o termo para um grupo de sintomas que podem ocorrer quando a uretra se torna irritada.

A uretra é o tubo fino do músculo que corre entre a bexiga e a parte externa do corpo. Nos homens, a uretra também transporta sêmen dos testículos durante a ejaculação.

Quando a uretra fica irritada, ela incha e o tubo se estreita, o que pode dificultar a passagem da urina por uma pessoa.

Os sintomas da síndrome uretral são semelhantes aos das infecções do trato urinário (ITUs) e da uretrite, que também podem afetar a uretra. No entanto, infecções bacterianas e virais não são a causa da síndrome uretral.

A síndrome uretral pode ocorrer tanto em homens como em mulheres.

Sintomas

Os sintomas da síndrome uretral podem incluir:

■ Precisar urinar mais frequentemente do que o habitual;

■ Dor durante a micção;

■ Desejos repentinos de urinar;

■ A bexiga não se sentir vazia depois de urinar;

■ Desconforto ou dor no abdômen;

■ Dor na parte inferior das costas;

■ Dor nos genitais;

■ Dor durante o sexo.

Homens com síndrome uretral também podem apresentar secreção do pênis e sintomas relacionados à função sexual, como testículos inchados, dor ao ejacular e sangue no sêmen.

Fatores de risco

Os médicos não entendem completamente o que causa a síndrome uretral. No entanto, certas condições de saúde e fatores ambientais podem aumentar o risco de uma pessoa desenvolver síndrome uretral.

Alguns possíveis fatores de risco da síndrome uretral incluem os seguintes:

Infecções sexualmente transmissíveis

As infecções sexualmente transmissíveis (IST) podem aumentar o risco de desenvolver síndrome uretral. As ISTs que podem levar à síndrome uretral incluem gonorreia, clamídia e micoplasma genitalium.

Alimentos

Substâncias em certos alimentos podem entrar na urina e irritar a uretra. Alimentos que podem aumentar o risco de síndrome uretral em algumas pessoas incluem:

■ Alimentos e bebidas contendo cafeína;

■ Alimentos quentes ou picantes;

■ Álcool.

Irritantes

Produtos químicos em sabonetes, produtos de higiene pessoal e contraceptivos podem conter substâncias químicas que irritam a uretra em algumas pessoas. Estes podem incluir:

■ Sabonetes perfumados, sabonetes corporais e banhos de espuma;

■ Sprays de higiene feminina ou duchas;

■ Produtos sanitários;

■ Géis contraceptivos;

■ Preservativos.

Infecção do trato urinário

As pessoas podem, por vezes, desenvolver síndrome uretral após terem recentemente uma ITU. Isso ocorre porque a uretra pode ser muito sensível durante a recuperação de uma infecção.

Relações sexuais

Atividade sexual pode danificar a uretra, especialmente em mulheres. Nesses casos, a inflamação que leva à síndrome uretral faz parte do processo de cura natural.

Outros fatores de risco

Outros fatores de risco para a síndrome uretral podem incluir:

■ Fazer sexo sem camisinha;

■ Ter um histórico de DSTs;

■ Infecções bacterianas na bexiga ou nos rins;

■ Tomar medicamentos que suprimem o sistema imunológico;

■ Problemas estruturais, como uma uretra estreita.

As mulheres que deram à luz várias crianças também podem estar em maior risco de síndrome uretral. Ter um parto sem episiotomia, que é quando um médico faz uma incisão no tecido entre a vagina e o ânus, também pode aumentar o risco de uma mulher desenvolver síndrome uretral.

Diagnóstico

Um médico, que geralmente é um especialista chamado urologista ou uroginecologista, diagnosticará a síndrome uretral. O diagnóstico pode ser difícil porque os sintomas costumam ser semelhantes aos de outras condições, como ITU, uretrite ou cistite.

Os urologistas geralmente diagnosticam apenas uma pessoa com síndrome uretral após descartar outras possíveis causas.

Na maioria dos casos, o urologista solicitará uma amostra de urina. Eles também perguntarão à pessoa sobre seus sintomas, fatores de risco e histórico médico. O urologista também pode realizar um exame físico.

Tratamento

O tratamento depende da causa suspeita da condição.

Para pessoas com IST, ITU ou outra infecção, um urologista pode prescrever medicamentos para tratar a infecção. Eles podem recomendar um curso de antibióticos se a infecção for bacteriana.

Um urologista também pode prescrever medicamentos para aliviar a dor e a inflamação.

Se o urologista suspeitar que a causa é um sabão irritante ou produto de higiene, eles podem recomendar que a pessoa tente parar ou trocar produtos. O tratamento adicional pode não ser necessário.

Alguns urologistas também recomendam fazer mudanças na dieta para ajudar a tratar a síndrome uretral.

Em um estudo de 2002, pesquisadores pediram às mulheres com síndrome uretral que seguissem uma dieta rigorosa por 12 semanas, que não permitia café, álcool ou alimentos condimentados. Das 675 mulheres que participaram, 89% relataram que seus sintomas haviam desaparecido completamente no final do estudo.

Prevenção

Pode nem sempre ser possível prevenir a síndrome uretral. No entanto, uma pessoa pode reduzir o risco de desenvolver essa condição por meio de:

■ Usar um preservativo durante o sexo;

■ Usar lavagens corporais sem perfume, banhos de espuma e produtos sanitários;

■ Limitar ou reduzir o consumo de álcool e cafeína;

■ Evitar alimentos quentes ou picantes.

Resumo

Síndrome da uretra refere-se a um grupo de sintomas que afetam a uretra, que é o tubo fino de músculo que liga a bexiga ao exterior do corpo. Esses sintomas podem incluir dificuldades de micção e dor ou desconforto no abdome inferior.

Os médicos não entendem completamente o que causa a síndrome uretral. No entanto, os fatores de risco para a síndrome uretral podem incluir infecções e irritantes de certos alimentos e produtos de higiene.

O tratamento da síndrome uretral geralmente envolve o tratamento de quaisquer condições subjacentes ou evitar alimentos e produtos de higiene que possam irritar a uretra.

Autor da matéria: Amanda Barrell.
Avaliado por: Alana Biggers, MD, MPH.
Fonte da matéria: Medical News Today.

Informação: toda a autoria da matéria pertence a Amanda Barrell. A matéria foi avaliada por Alana Biggers, MD, MPH e publicada no Medical News Today. Foi colocado no site 100% da matéria. De qualquer forma, poderá ler também a matéria completa do autor Amanda Barrell conforme publicada no site Medical News Today aqui. No Medical News Today a matéria está em inglês, mas, você pode traduzir a página para o português. 09/05/2019.