Se você joga jogos no seu tempo livre, por que não receber por isso? Faça seu cadastro aqui, e é só começar a jogar e ganhar!


 


 


Chaparral: benefícios, efeitos e interações

Chaparral: benefícios, efeitos e interações

18 de abril de 2019

As folhas das plantas chaparrais têm sido utilizadas medicinalmente para tratar uma variedade de doenças e enfermidades. Também é vendido como um suplemento de ervas. Enquanto algumas pesquisas apoiam o uso de uma substância química encontrada na planta, o chaparral também está ligado a efeitos colaterais potencialmente letais.

Chaparral refere-se a um grupo de arbustos intimamente relacionados que crescem selvagens em regiões desérticas, incluindo as do sudoeste dos Estados Unidos, norte do México e América do Sul. Os nomes científicos são Larrea divaricata e Larrea tridentata.

Outros nomes comuns para chaparral incluem arbusto de creosoto, graxa, hediondilla, jarilla, larrea divaricata, larrea mexicana e zygophyllum tridentatum.

Benefícios de saúde

Embora a planta chaparral não seja totalmente segura e eficaz, na medicina popular tradicional e na medicina alternativa, ela tem sido usada para uma série de coisas, como:

■ Artrite;

■ Infecção da bexiga;

■ Câncer;

■ Catapora;

■ Resfriados;

■ Diabetes;

■ Gás;

■ Infecções respiratórias;

■ Problemas de pele, incluindo acne;

■ Doenças sexualmente transmissíveis;

■ Dor de mordida de cobra;

■ Dores de estômago;

■ Tuberculose;

■ Perda de peso.

Algumas pesquisas iniciais apontam para um suporte potencial para alguns (mas não todos) desses usos, mas essas alegações não são cientificamente comprovadas.

Prossiga com cuidado e fale com o seu médico e farmacêutico antes de começar a tomar produtos contendo chaparral.

Benefícios médicos potenciais

Chaparral plantas criam uma substância chamada ácido nordihidroguaiarético (NDGA), que é sugerido por algumas pesquisas para ser medicamente benéfico. Um artigo de 2010 publicado na revista Medical Science Monitor sugere que o NDGA é um antioxidante e pode ser útil para doenças envolvendo vários sistemas em seu corpo, incluindo:

■ Sistema cardiovascular;

■ Sistema imunológico;

■ Sistema nervoso.

Existem teorias que também podem ajudar no tratamento do câncer e na engenharia de tecidos.

É necessário notar, porém, que a pesquisa do NDGA está em seus estágios iniciais. Algumas fontes dizem que é um tratamento bem sucedido para inúmeras doenças, enquanto muitas outras dizem que a pesquisa não é suficiente para fazer recomendações.

Quando você considera os efeitos colaterais, que podem ser extremamente sérios e até fatais, é suficiente para manter a comunidade médica como um todo apoiando esta planta para uso medicinal.

Doença cardiovascular

Antioxidantes geralmente são acreditados para ajudar a prevenir doenças, reduzindo os níveis de radicais livres no corpo. No sistema cardiovascular, acredita-se que protegem as artérias e os vasos sanguíneos de danos causados ​​por níveis elevados de colesterol, pelo depósito de materiais gordurosos (aterosclerose), diabetes, hipertensão arterial e outras causas.

Câncer

A pesquisa sugere que o NDGA pode desempenhar um papel significativo no tratamento de vários tipos de câncer, incluindo câncer de mama, esôfago, pulmão, próstata e pele.

Pode retardar o crescimento de tumores, destruir células cancerígenas, melhorar alguns tratamentos e proteger as células saudáveis ​​dos efeitos colaterais negativos da quimioterapia.

Problemas neurológicos

Um processo chamado estresse oxidativo é acreditado pelos pesquisadores para desempenhar um papel importante na doença neurodegenerativa. O estresse oxidativo pode resultar de radicais livres, que antioxidantes como o NDGA podem eliminar.

Por esta razão, o NDGA tem sido estudado como um potencial tratamento para doenças neurológicas. A pesquisa também sugere que pode proteger as células cerebrais de vários tipos de danos. O NDGA tem sido sugerido como um potencial tratamento para:

■ Esclerose lateral amiotrófica (ELA);

■ Doença de Alzheimer;

■ Epilepsia;

■ Mal de Parkinson;

■ Acidente vascular encefálico.

Sistema imunológico

Acredita-se que o NDGA tenha potentes habilidades para suprimir e inibir certos vírus, como o HIV-1 (vírus da imunodeficiência humana), o vírus Herpes simplex, o HPV (vírus do papiloma humano) e o vírus da influenza (gripe).

Engenharia de tecidos

No laboratório, quando os cientistas criam órgãos e tecidos artificiais (como pele, tendões, válvulas cardíacas e ossos), eles precisam de substâncias biológicas que ajudem a construir um arcabouço para as células e que não danifiquem as células à medida que elas se desenvolvem e crescem.

Alguns pesquisadores acreditam que o NDGA é adequado para esse uso, com experimentos mostrando que o NDGA pode ajudar a estabilizar outros materiais usados ​​para reparar tendões depois que os tendões são rompidos, rasgados ou cortados. Estudos mostram que pode ser mais eficaz do que outros materiais que foram testados.

Possíveis efeitos colaterais

Embora esses usos potenciais do NDGA possam levá-lo a tomar suplementos de ervas medicinais, esta planta apresenta alguns avisos importantes.

Chaparral pode causar toxicidade hepática e insuficiência hepática, bem como outros efeitos colaterais graves. Também pode reagir mal com uma ampla gama de medicamentos.

Muitas pessoas consideram os tratamentos naturais como seguros, mas essa é uma suposição perigosa a se fazer. Os remédios naturais à base de ervas podem ser tão perigosos quanto as drogas farmacêuticas. Um estudo publicado na revista Drug Metabolism Reviews diz que os suplementos fitoterápicos são uma das principais causas de toxicidade nas clínicas e respondem por cerca de metade das falhas hepáticas totais.

Segundo os autores do artigo do Medical Science Monitor, baixas doses de produtos contendo chaparral são consideradas seguras. No entanto, doses mais altas estão associadas com dermatite, toxicidade renal, toxicidade do ducto biliar e toxicidade hepática, incluindo insuficiência hepática e câncer de fígado.

Outros efeitos colaterais podem incluir:

■ Náusea;

■ Dor de estômago;

■ Diarréia;

■ Perda de peso;

■ Febre;

■ Testes de função hepática anormais;

■ Erupção cutânea ou comichão (quando o chaparral é aplicado na pele).

Se você estiver tomando medicamentos que podem danificar o fígado, adicionar chaparral ao seu regime de tratamento pode aumentar o risco de danos ao fígado. Esses medicamentos incluem Tylenol (acetaminofeno), Cordarone (amiodarona), Tegretol (carbamazepina), INH (isoniazina), Rheumatrex (metotrexato), Aldomet (metildopa), Diflucon (fluconazol), Zocor (sinvastatina) e muitos outros.

Fale com o seu médico e farmacêutico antes de tomar produtos contendo chaparral. Chaparral também não é considerado seguro durante a gravidez ou durante a amamentação.

Dosagem e preparação

Dosagens padrão para chaparral não são estabelecidas. Fale com o seu médico, farmacêutico ou com um médico que esteja familiarizado com esta erva antes de a utilizar.

O que procurar

Chaparral está disponível em várias formas, como cápsulas, chás, tinturas e cremes e pomadas.

Como os produtos fitoterápicos não são regulados pelo FDA, é difícil saber se você está obtendo um produto de alta qualidade ou uma dosagem consistente. Certifique-se de comprar de fontes confiáveis ​​e lembre-se de que é ilegal alguém comercializar suplementos como tratamentos ou curas para doenças específicas.

Uma palavra de Verywell

Toda vez que você usar suplementos de ervas, é melhor considerar as preocupações de segurança e discuti-las com seu médico. Dados os aspectos perigosos do chaparral, torna-se ainda mais importante estar bem informado e ter essas conversas antes de começar a tomá-lo. Também não se esqueça de observar os efeitos colaterais negativos, se você usá-lo medicinalmente.


Fonte, crédito e publicação: Verywellmind.


 

https://aquibelezaesaude.com/ads.txt