Calorias, carboidratos e benefícios do chuchu

Calorias, carboidratos e benefícios do chuchu

Chuchu

(Imagem de Chokeberry via Pixabay)

07 de fevereiro de 2020

O chuchu (Sechium edule) é uma cabaça geralmente chamada de vegetal, mas tecnicamente esse alimento verde brilhante e em forma de pêra é uma fruta. A abóbora-chuchu - também chamada mirliton - é comumente cultivada no México ou em outros climas quentes e pode ser consumida crua ou cozida. A raiz e as folhas desta planta também são comestíveis.

Se você deseja experimentar novas frutas e vegetais interessantes, o chuchu é uma escolha inteligente. A fruta é versátil, fácil de usar e fornece um impulso à nutrição saudável, além de um sabor e textura interessantes.

 

 Informação nutricional

Esta informação nutricional é fornecida pelo USDA para 1 xícara (132g) de peças de chuchu cru de 1".

  Calorias: 25.

  Gorduras: 0.2g.

  Sódio: 2.6mg.

  Carboidratos: 6g.

  Fibra: 2.2g.

 ✓ Açúcares: 2.2g.

  Proteínas: 1.1g.

 

Carboidratos em chuchu

A maioria das calorias do chuchu vem de carboidratos. Há um total de 6 gramas de carboidratos em uma porção de uma xícara e mais de dois gramas de fibra saudável. Você também receberá uma pequena quantidade de amido e pouco mais de 2 gramas de açúcar natural.

O chuchu é um alimento com baixo índice glicêmico. Estima-se que a carga glicêmica de uma única xícara seja de um a dois, independentemente de estar cozida ou crua.

Gorduras em chuchu

Há menos de um grama de gordura em uma xícara de chuchu cru e a quantidade muito pequena é poliinsaturada. As gorduras poliinsaturadas são provenientes de fontes vegetais e são consideradas uma fonte mais saudável de gordura do que a gordura saturada. Especialistas em saúde aconselham que substitua gorduras saturadas por gorduras poliinsaturadas, quando possível, para melhorar a saúde do coração e reduzir o risco de outras doenças crônicas.

Se o chuchu for preparado com gorduras (como sugerem muitas receitas), o teor de gordura aumentará e se for usada manteiga ou outra gordura animal na preparação, você também aumentará sua ingestão de gordura saturada.

Proteína em chuchu

O chuchu não é uma fonte significativa de proteína, fornecendo pouco mais de um grama por porção.

Micronutrientes no chuchu

O chuchu fornece uma série de vitaminas e minerais que melhoram a saúde.

Uma única porção de chuchu fornece 123 microgramas de folato ou 31% da sua ingestão diária recomendada. Você também receberá mais de 10 gramas ou cerca de 17% da ingestão recomendada de vitamina C. Outras vitaminas do chuchu incluem vitamina K, vitamina B6, ácido pantotênico, tiamina, riboflavina, niacina e vitamina E.

Os minerais do chuchu incluem manganês, cobre, zinco, potássio e magnésio. Há também uma pequena quantidade de cálcio, ferro e fósforo no chuchu.

Benefícios para a saúde

Como muitos outros tipos de abóbora, o chuchu é uma boa fonte de fibra. A fibra ajuda você a se sentir satisfeito e satisfeito depois de comer, para que seja mais fácil manter um peso saudável. A fibra também é um nutriente importante para um sistema digestivo saudável. Estudos estabeleceram o uso de chuchu e raízes de chuchu como fonte de qualidade de amido e fibra.

Existem estudos em andamento que sugerem outros benefícios à saúde do chuchu.

Uma revisão de 2019 publicada na Food Chemistry investigou as propriedades nutricionais, fitoquímicas e farmacológicas do chuchu. Os pesquisadores determinaram que a fruta fornece um amplo espectro de polifenóis, incluindo ácidos fenólicos, taninos e estilbenos. Sabe-se que os polifenóis têm efeitos antialérgicos, anti-inflamatórios, antivirais, anticarcinogênicos e hipoglicêmicos no organismo.

Os pesquisadores também escreveram que estudos clínicos e epidemiológicos estabeleceram uma relação inversa entre o consumo de chuchu e a prevalência de doenças crônicas. No entanto, os autores do estudo observaram que são necessárias mais pesquisas para entender completamente o potencial medicinal e nutricional dos chuchu e subprodutos do chuchu.

Outro estudo de 2019 investigou os benefícios potenciais do consumo de chuchu em idosos. A pesquisa publicada na revista Antioxidants concluiu que o consumo de chuchu seco pode fornecer efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios em idosos com síndrome metabólica. No entanto, o estudo teve um escopo pequeno e os autores do estudo reconhecem que são necessários mais estudos.

Perguntas comuns

Como você sabe quando o chuchu está maduro?

O chuchu está na estação de setembro a maio e geralmente nas lojas no inverno, embora algumas lojas as transportem o ano todo. Ao escolher o melhor chuchu, procure um com a pele verde brilhante. A cor deve ser uniforme em toda a fruta. Sulcos profundos na pele são bons, mas não devem ter pontos fracos ou contusões e rugas não devem estar soltas.

O chuchu menor é geralmente mais saboroso do que as variedades maiores.

Como guardo chuchu?

Mantenha-os na geladeira - de preferência na gaveta mais nítida. Eles geralmente são bons por cerca de 10 dias.

Qual é o sabor do chuchu? O cozimento muda seu sabor?

A fruta é conhecida por seu sabor suave. É frequentemente comparado a uma mistura entre uma maçã e uma batata. Alguns até o comparam com um pepino quando consumidos crus.

Normalmente, o cozimento não altera substancialmente o sabor, a menos que outros ingredientes sejam adicionados. Os cozinheiros costumam adicionar ingredientes ricos ou apimentados, como creme, bacon ou flocos de pimenta vermelha.

Dicas de preparação

A maioria das pessoas descasca o chuchu antes de comê-lo ou adicioná-lo a um prato. A pele é comestível, mas pode ser resistente.

O chuchu pode ser fatiado e comido cru. Também pode ser cortado em cubos e adicionado a pratos frescos de verão, como saladas ou salada de repolho. Essa versátil fruta também pode ser recheada, refogada, em conserva, frita, cozida, amassada, assada ou assada como uma batata.

Algumas pessoas usam chuchu em vez de abobrinha ou outros tipos de abóbora em seus pratos favoritos.

Alergias e interações

Embora as fontes médicas não citem alergias específicas ao chuchu, existem relatos de cozinheiros com dermatite de contato após manusear a fruta. Segundo estudos publicados, a dermatite de contato pode ser causada pela exposição à abóbora (Cucurbita moschata). Algumas pessoas que lidam com chuchu descrevem uma sensação semelhante de irritação e formigamento depois de manusear a fruta. Se você tiver algum sintoma, entre em contato com seu médico para obter conselhos personalizados.


Fonte, crédito e publicação: Verywellfit.