https://aquibelezaesaude.com/ads.txt


 


Assustador: o que são alucinações hipnagógicas?

Assustador: o que são alucinações hipnagógicas?

Alucinações hipnagógicas são sensações imaginadas que parecem muito reais. Elas ocorrem quando uma pessoa adormece e são também referidos como alucinações do sono.

O termo hipnopompico descreve o período em que uma pessoa acorda. Hipnagógico define o período em que uma pessoa adormece.

Uma alucinação é algo que pode ser percebido, mas não é real. Um cheiro alucinado, paladar, visão ou som só é experimentado na mente de uma pessoa e não pelos outros.

Alucinações que ocorrem em torno do sono fascinam cientistas, escritores e filósofos por muitos séculos. Pesquisa sobre suas causas e link para sonhos está em andamento.

Fatos rápidos sobre alucinações hipnagógicas:

■ Elas são frequentemente associados a um distúrbio do sono chamado narcolepsia;

■ Essas alucinações são relativamente comuns em adolescentes e adultos jovens;

■ Um horário regular de sono, indo para a cama e levantando-se nos mesmos horários, pode ajudar.

Quais são as causas?

Além da narcolepsia, alucinações hipnagógicas podem ser causadas pela doença de Parkinson ou esquizofrenia.

Sonambulismo, pesadelos, paralisia do sono e experiências semelhantes são conhecidos como parassonia. Muitas vezes não há causa conhecida, mas a parassonia pode ocorrer em famílias.

Sintomas

Uma pessoa experimentará alucinações vívidas ao adormecer ou pouco antes de adormecer. Estas podem ser imagens, cheiros, sabores, sensações tácteis ou sons.

Uma pessoa também pode sentir como se estivesse se movendo enquanto seu corpo está parado.

Essa sensação pode ser uma sensação de cair ou voar.

Alucinações visuais

As alucinações hipnagógicas mais comuns são visuais. Eles podem incluir imagens de pessoas, animais ou objetos em movimento.

As imagens podem ser bastante complexas e detalhadas, e podem não fazer qualquer sentido.

Outros sintomas

Durante uma alucinação hipnagógica, uma pessoa sabe que está acordada. As imagens, sons ou outras sensações podem durar vários minutos. Eles podem impedir que uma pessoa adormeça.

Essas alucinações podem acontecer ao mesmo tempo que a paralisia do sono.

Diferença de sonhar

A principal diferença entre um sonho e uma alucinação hipnagógica é que a alucinação parecerá muito real. Uma pessoa pode ter certeza de que viu ou sentiu alguma coisa, e isso pode ser assustador ou confuso.

Fatores de risco

Certos fatores podem aumentar a probabilidade de experimentar uma alucinação hipnagógica.

Elas tendem a ocorrer com menos frequência à medida que a pessoa envelhece, e as mulheres são mais propensas a sentir essas alucinações do que os homens.

Se uma pessoa usa drogas ou álcool, é mais provável que ela tenha alucinações hipnagógicas. A condição também está ligada à ansiedade e insônia.

Quando ver um médico

Alucinações hipnagógicas geralmente não são um risco para a saúde.

Certas condições médicas estão associadas a essas alucinações. Se uma pessoa tiver algum dos seguintes sintomas, ela pode querer consultar um médico.

■ Sintomas de narcolepsia: incluem fraqueza muscular, sonolência durante o dia e perturbação do sono à noite.

■ Sintomas da esquizofrenia: incluem a audição de vozes, pensamentos confusos e mudanças de comportamento.

■ Sintomas da doença de Parkinson: incluem movimentos lentos, rigidez muscular e tremores nas mãos e em outras partes do corpo.

Uma enxaqueca também pode levar uma pessoa a ver cores, luzes ou imagens que não existem. Essas visualizações são chamadas de auras. Eles geralmente ocorrem ao lado de uma dor de cabeça e são diferentes das alucinações.

Alucinações hipnagógicas podem ser muito perturbadoras. Elas podem impedir uma pessoa de dormir bem e causar estresse ou ansiedade. Se este for o caso, uma pessoa pode querer consultar um médico.

Quais são as opções de tratamento?

Se uma pessoa sente que pode viver com suas alucinações hipnagógicas, pode não precisar de tratamento. Se não houver uma condição médica subjacente, mudanças no estilo de vida podem diminuir a frequência de alucinações.

Dormir o suficiente e evitar drogas e álcool pode reduzir sua frequência. Se as alucinações hipnagógicas causarem perturbações do sono ou da ansiedade, o médico poderá receitar medicamentos.

Complicações

Quando essas alucinações não são causadas por uma condição subjacente, elas geralmente não apresentam complicações a longo prazo. Seus efeitos mais comuns são perturbações do sono, estresse ou ansiedade.

No entanto, alucinações hipnagógicas podem fazer com que uma pessoa desperte em terror e grite, o que pode perturbar um parceiro ou colega de quarto.

Além disso, uma pessoa que tenha uma alucinação pode cair da cama ou ferir-se.

Muitas dessas questões podem prejudicar a saúde e o bem-estar. Uma pessoa pode querer consultar um médico para aconselhamento ou tratamento.

Fisiologia das alucinações hipnagógicas

Durante o sono, muitas partes do cérebro ainda estão ativas. Processos como respiração e circulação são normais.

A maioria das pessoas também sonha, embora nem todos se lembrem disso. As razões para sonhar ainda não são completamente compreendidas. Pode ser uma maneira de o cérebro classificar informações ou recordar memórias.

O corpo irá percorrer períodos de sono mais profundo e leve durante a noite. Sonhar e tipos de parassonia, como sonambulismo, ocorrem principalmente durante o sono mais profundo.

Quando uma pessoa adormece ou acorda, ela geralmente entra em um período de sono mais leve. A narcolepsia pode levar a pessoa a entrar diretamente em um período de sono mais profundo ou a acordar no meio de uma. Isso pode causar sonhos ou alucinações para se sentir mais real.

Os cientistas não têm certeza do que causa alucinações hipnagógicas em pessoas que não têm narcolepsia. Pode acontecer por razões semelhantes, pois períodos de sono mais profundo e leve se sobrepõem.

Leve embora

As alucinações hipnagógicas tendem a não ter efeitos colaterais a longo prazo. Elas geralmente acontecem por causa de uma condição médica subjacente ou durante períodos de sono e estresse insuficientes.

Obter aconselhamento e tratamento para uma condição subjacente pode ajudar a reduzir a frequência de alucinações hipnagógicas.

Fazer alterações em um horário de sono e descansar mais geralmente resolve a condição.

Autor da matéria: Claire Sissons.
Avaliado por: Timothy J. Legg, PhD, CRNP.
Fonte da matéria: Medical News Today.

Informação: toda a autoria da matéria pertence a Claire Sissons. A matéria foi avaliada por Timothy J. Legg, PhD, CRNP e publicada no Medical News Today. Foi colocado no site 100% da matéria. De qualquer forma, poderá ler a matéria completa do autor Claire Sissons conforme publicada no site Medical News Today aqui. No Medical News Today a matéria está em inglês, mas, você pode traduzir a página para o português. 04/01/2019.