Novo endereço do site aqui, caso esteja acessando com endereço antigo.


Probióticos podem ajudar na psoríase?

Probióticos podem ajudar na psoríase?

Os probióticos alimentam as boas bactérias no intestino. Microrganismos saudáveis ​​apoiam o funcionamento do sistema imunológico, o que pode ajudar a controlar os sintomas de doenças crônicas, como a psoríase.

A psoríase é uma doença auto-imune, o que significa que faz com que o sistema imunológico ataque erroneamente células saudáveis.

Probióticos ajudam a manter um bom equilíbrio de bactérias intestinais saudáveis. Os pesquisadores acreditam que os probióticos podem ter um impacto positivo no controle e até mesmo na prevenção da inflamação crônica causada pela psoríase.

A ligação entre bactérias intestinais e psoríase

O corpo humano contém 100 trilhões de micróbios, chamados coletivamente de microbiota humana. O termo microbioma refere-se ao material genético de que são feitos esses micróbios.

A microbiota humana é altamente diversificada e desempenha um papel fundamental na saúde. Micróbios afetam como o corpo combate os germes, controla a atividade imunológica e digere os alimentos. A microbiota pode até influenciar o humor e os processos psicológicos.

Um crescente corpo de evidências sugere que um desequilíbrio de bactérias no intestino, ou disbiose gastrointestinal, pode causar psoríase e outras doenças inflamatórias.

Um estudo de 2015 mostrou que pessoas com psoríase têm menos diversidade na microbiota intestinal do que indivíduos saudáveis. Um estudo de 2018 descobriu maior diversidade, mas reduziu a estabilidade do microbioma da pele em pessoas com psoríase.

Considerando o papel significativo que os micróbios desempenham na saúde humana, não é surpreendente que os desequilíbrios na microbiota possam levar a doenças, como a síndrome do intestino irritável, doenças inflamatórias intestinais e obesidade.

Como o microbioma de cada pessoa é diferente, é difícil dizer exatamente que tipo de distúrbio causa a psoríase.

O que são probióticos?

Os probióticos são microrganismos vivos que podem ocorrer em certos alimentos. Consumir estes organismos aumenta a diversidade de bactérias no intestino. Isso pode ajudar o corpo a controlar a inflamação.

Os probióticos podem influenciar a resposta inflamatória do sistema imunológico, estimulando as células que regulam a inflamação.

Os probióticos ajudam a controlar a psoríase?

Os pesquisadores ainda precisam esclarecer o papel que os probióticos podem desempenhar no tratamento da psoríase. No entanto, alguns estudos mostraram resultados promissores.

Um estudo de 2018 analisou os efeitos dos probióticos nas condições da pele, como o eczema em camundongos.

Os pesquisadores descobriram que certos probióticos reduziram e podem até prevenir a inflamação crônica da pele, incluindo:

■ Lactobacillus salivarius LA307;

■ Lactobacillus rhamnosus LA305.

Outro estudo em ratos considerou os efeitos do Lactobacillus Pentosus GMNL-77 na psoríase. Os autores descobriram que esta cepa impediu a inflamação da pele e reduziu os biomarcadores da inflamação.

Pesquisas sobre a ligação entre probióticos e doenças inflamatórias ainda são relativamente novas. A Food And Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos ainda não aprovou nenhum probiótico para prevenir ou tratar qualquer problema de saúde.

Há uma necessidade de mais pesquisas sobre a segurança e eficácia dos probióticos. Em pessoas saudáveis, adicionar probióticos à dieta geralmente causa efeitos colaterais menores, se houver. No entanto, em pessoas com sistema imunológico enfraquecido, os probióticos podem causar complicações, incluindo infecções sistêmicas.

Como adicionar probióticos à dieta

Uma pessoa pode adicionar bactérias úteis à sua dieta consumindo alimentos ricos em probióticos, tais como:

■ Iogurte;

■ Kefir, que é uma bebida láctea probiótica fermentada;

■ Kombucha, um chá fermentado feito com bactérias e leveduras;

■ Queijos fermentados;

■ Picles;

■ Missô, pasta de tempero japonesa feita com soja fermentada;

■ Vegetais fermentados, como kimchi e chucrute.

Suplementos probióticos são outra boa opção. Várias variedades estão disponíveis em supermercados, lojas de saúde e on-line.

Sempre consulte um médico antes de tomar qualquer suplemento.

Autor da matéria: Jamie Eske.
Avaliada por: Debra Sullivan, PhD, MSN, RN, CNE, COI. Fonte da matéria: Medical News Today.

Informação: toda a autoria da matéria pertence a Jamie Eske. A matéria foi avaliada por Debra Sullivan, PhD, MSN, RN, CNE, COI e publicada no Medical News Today. Colocamos no site 100% da matéria. De qualquer forma, poderá ler a matéria completa do autor Jamie Eske conforme publicada no site Medical News Today aqui. No Medical News Today a matéria está em inglês, mas, você pode traduzir a página para o português. 19/10/2018.