Novo endereço do site aqui, caso esteja acessando com endereço antigo.


Hexaxim - Bula do Medicamento Hexaxim

Hexaxim - Bula do Medicamento Hexaxim

Importante

Essa é uma bula ao paciente do medicamento hexaxim com todas as informações relevantes. Foram extraídas na íntegra da bula original, empresa ou laboratório Medley, especificamente do site online. Todas as informações que constam são absolutamente verdadeiras, mas, com o único objetivo informativo. Nunca tome medicamento sem consultar um médico. Ao final um link onde poderá consultar a bula original. Vamos a bula.

HEXAXIM®

Vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular), Haemophilus influenzae b (conjugada), hepatite B (recombinante) e poliomielite 1, 2 e 3 (inativada).

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES

Suspensão injetável.

Cartucho com 1 seringa sem agulha pré-envasada com 0,5ml de suspensão.

Cartucho com 1 seringa pré-envasada com 0,5ml de suspensão e 1 agulha.

Cartucho com 1 seringa pré-envasada com 0,5ml de suspensão e 2 agulhas.

A vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular), Haemophilus influenzae b (conjugada), hepatite B (recombinante) e poliomielite 1, 2 e 3 (inativada) - vacina DTPa-Hib-HB-IPV - HEXAXIM® deve ser administrada por VIA INTRAMUSCULAR. USO PEDIÁTRICO DE 6 SEMANAS a 24 MESES DE IDADE.

Composição: as substâncias ativas por dose de 0,5ml* são:

• Toxoide diftérico ≥ 20UI1.

• Toxoide tetânico ≥ 40UI1.

Antígenos de Bordetella pertussis

• Toxoide pertussis 25 microgramas.

• Hemaglutinina filamentosa 25 microgramas.

Poliovírus (inativados)2

• Tipo 1 (Mahoney) 40 Unidades de antígeno D3.

• Tipo 2 (MEF-1) 8 Unidades de antígeno D3.

• Tipo 3 (Saukett) 32 Unidades de antígenos D3.

Polissacarídeo de Haemophilus influenzae tipo b

(Polirribosil-ribitol-fosfato) 12 microgramas.

Conjugado com proteína tetânica 22-36 microgramas.

Antígeno de superfície da hepatite B 10 microgramas 4.

*Adsorvidas em hidróxido de alumínio hidratado (0,6 mg Al3+):

1 Limite de confiança inferior (p=0,95) de atividade determinada de acordo com os ensaios descritos na Farmacopéia Européia.

2 Produzidos em células Vero.

3 Ou quantidade de equivalente antigênico determinado por um método adequado.

4 Produzido em cultura de células de Hansenula polymorpha por tecnologia de DNA recombinante.

Outros componentes: fosfato de sódio dibásico, fosfato de potássio monobásico, trometamol, sacarose, aminoácidos essenciais incluindo L-fenilalanina, hidróxido de sódio e/ou ácido acético glacial e/ou ácido clorídrico concentrado (para ajuste de pH) e água para injeção. Esta vacina pode conter traços residuais de glutaraldeído, formaldeído, neomicina, estreptomicina e polimixina B.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

1. Para que este medicamento é indicado?

HEXAXIM® é usada para proteger lactentes e crianças de 6 semanas a 24 meses de idade contra doenças infecciosas. Ela ajuda a proteger contra difteria, tétano, coqueluche (tosse comprida), hepatite B, poliomielite e doenças graves causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b. A segurança e eficácia da vacina em crianças com idade superior a 24 meses não foram estabelecidas.

2. Como este medicamento funciona?

HEXAXIM® funciona induzindo o corpo a produzir sua própria proteção (anticorpos) contra as bactérias e vírus que causam estas diferentes infecções:

• A difteria é uma doença infecciosa que normalmente afeta primeiro a garganta. Na garganta, a infecção causa dor e inchaço que pode provocar sufocação. A bactéria que causa esta doença também produz uma toxina (veneno) que pode afetar o coração, os rins e os nervos.

• O tétano é normalmente causado quando a bactéria tetânica entra em um ferimento. A bactéria produz uma toxina (veneno) que causa espasmos nos músculos, que podem levar à dificuldade para respirar e possivelmente a sufocação.

• A coqueluche (também conhecida como tosse comprida) é uma infecção bacteriana das vias respiratórias que pode ocorrer em qualquer idade, mas normalmente afeta bebês e crianças. As crises de tosse cada vez mais graves e que podem durar várias semanas são características desta doença. As crises de tosse podem ser seguidas por um ruído convulso.

• A hepatite B é causada pelo vírus da hepatite B. Ela faz com que o fígado fique inchado (inflamado). O vírus é encontrado em fluidos do corpo como sangue, sêmen, secreção vaginal ou saliva de pessoas infectadas.

• A poliomielite é causada por vírus que afetam os nervos. Isto pode levar à paralisia ou fraqueza muscular, mais comumente das pernas. A paralisia dos músculos que controlam a respiração e a deglutição (músculos usados para engolir) pode ser fatal.

• As infecções causadas pela Haemophilus influenzae tipo b (normalmente chamada de Hib) são infecções bacterianas graves que podem causar meningite (inflamação da membrana que recobre o cérebro), infecções do sangue, pulmões, inflamação do tecido sob a pele, inflamação das juntas e ossos e inflamação da parte de trás da garganta, causando dificuldade para engolir e respirar.

3. Quando não devo usar este medicamento?

Não use HEXAXIM® se sua criança:

• Teve dificuldade respiratória ou inchaço do rosto (reação anafilática) após uma administração anterior desta vacina.

• Tem alergia a qualquer componente desta vacina;

• Teve uma reação alérgica (hipersensibilidade) a qualquer vacina difteria, tétano, pertussis (qualquer vacina que protege contra coqueluche), hepatite B, poliomielite ou Hib.

• Tem histórico de encefalopatias (lesões cerebrais) dentro de 7 dias após uma dose anterior de vacina pertussis (de células inteiras ou acelulares).

• Tem uma condição progressiva ou doença grave que afete o cérebro (desordem neurológica progressiva, encefalopatia progressiva) e sistema nervoso ou epilepsia não controlada. Este medicamento é contraindicado para crianças menores de 6 semanas.

4. O que devo saber antes de usar este medicamento?

Avisos e advertências especiais: informe o médico ou enfermeira antes da vacinação se a sua criança:

• Está com febre alta ou moderada ou uma doença aguda (por exemplo, febre, garganta inflamada, tosse, resfriado ou gripe). Pode ser necessário adiar a vacinação com HEXAXIM® até que sua criança esteja melhor.

• É alérgica (hipersensível) ao glutaraldeído, formaldeído, neomicina, estreptomicina ou polimixina B, uma vez que estas substâncias são utilizadas durante o processo de fabricação.

• Está fazendo algum tratamento que reduza a proteção do sistema imunológico da criança ou se sua criança apresenta imunodeficiência: nestes casos, a resposta imunológica à vacina pode ser diminuída. É recomendado esperar o final do tratamento ou da doença antes de vacinar. Entretanto, a vacinação em crianças com imunodeficiência crônica, como uma infecção por HIV, é recomendada mesmo que a resposta de anticorpos seja limitada.

• Sofra de insuficiência renal crônica (doença no rim).

• Se após o recebimento de uma vacina contendo toxoide tetânico (vacina tétano) ocorreu Síndrome de Guillain-Barré (sensibilidade anormal, paralisia) ou neurite braquial (paralisia, dor difusa no braço e ombro), a decisão de aplicar outra vacina contendo toxoide tetânico deve ser avaliada pelo médico.

• Sofra de esclerose múltipla (incluindo distúrbios de visão, formigamento, paralisia facial, dormência ou fraqueza dos músculos, problemas com coordenação e equilíbrio). O médico fará uma análise do benefício potencial oferecido pela vacinação.

• Tem algum problema no sangue que cause hematomas (manchas roxas) facilmente ou sangramento por um tempo muito longo após pequenos cortes. O médico irá avisar se sua criança deve receber HEXAXIM®.

• Tem histórico de convulsões febris. Se sim, ela deve ser acompanhada de perto, uma vez que os eventos adversos podem ocorrer entre 2 e 3 dias após a vacinação. Se existir um histórico de convulsões febris, convulsões e Síndrome de Morte Súbita Infantil na família, isto não constitui contraindicação ao uso desta vacina.

• Se qualquer dos eventos a seguir ocorreu após o recebimento de vacinas, a decisão de aplicar outras doses de vacinas contra coqueluche deve ser cuidadosamente considerada:

 Temperatura de 40°C ou mais em até 48 horas sem outra causa identificável;

 Colapso ou estado tipo choque com episódio hipotônico-hiporresponsivo (diminuição da energia) em até 48 horas da vacinação;

 Choro persistente e inconsolável com duração de 3 horas ou mais, ocorrido em até 48 horas da vacinação;

 Convulsão com ou sem febre, ocorrendo em até 3 dias da vacinação.

Poderá haver algumas circunstâncias, como um elevado número de casos de coqueluche, em que os potenciais benefícios superam possíveis riscos. Para lactentes prematuros. Porém, poderá ser observada uma resposta imunológica inferior e o nível de proteção clínica é desconhecido.

Uso na gravidez e lactação: esta vacina não é indicada para a administração em mulheres em idade fértil. Esta vacina não deve ser utilizada em mulheres grávidas sem orientação médica.

Interação medicamentosa: HEXAXIM® pode ser administrada com outras vacinas, como a vacina pneumocócica polissacarídica conjugada, vacina sarampo, caxumba e rubéola, vacina rotavírus ou vacina meningocócica conjugada C-TT. O médico aplicará as injeções em diferentes locais e usará diferentes seringas e agulhas para cada injeção. Informe ao seu médico se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

5. Onde, como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

HEXAXIM® deve ser armazenada entre +2ºC e +8ºC. Não congelar. Prazo de validade: desde que mantida sob refrigeração, o prazo de validade de HEXAXIM® é de 36 meses. A data de validade refere-se ao último dia do mês indicado na embalagem. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. A seringa só deve ser retirada do cartucho no momento do uso, de modo a protegê-la da luz. A aparência normal após agitação da HEXAXIM® é de uma suspensão turva esbranquiçada uniforme. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. Como devo usar este medicamento?

A vacina será administrada na sua criança por um profissional da saúde treinado para a aplicação de vacinas. O médico aplicará HEXAXIM® no músculo da coxa ou no braço de sua criança. Se mais de uma vacina serão aplicadas em um mesmo dia, elas devem ser injetadas em locais diferentes. A administração deve ser feita por via intramuscular. As vias intradérmica e intravenosa não devem ser utilizadas.

DOSAGEM

Vacinação primária: sua criança receberá três injeções de 0,5mL (normalmente aos 2, 4 e 6 meses de idade), em intervalos de um ou dois meses (ao menos 4 semanas de diferença), de acordo com o calendário de vacinação local.

Vacinação de reforço: após a vacinação com 3 doses, de acordo com o calendário de vacinação local, sua criança receberá uma dose de reforço de 0,5mL. O médico dirá quando esta ou outras doses de reforço devem ser administradas.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

7. O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

Se seu filho perder alguma injeção do calendário, por favor, informe o médico. Ele(a) decidirá quando administrar esta dose. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico.

8. Quais os males que este medicamento pode me causar?

Como todo medicamento, HEXAXIM® pode provocar algumas reações adversas, especialmente na primeira dose.

Reações alérgicas graves: as possibilidades de reações alérgicas graves são muito raras (ocorrem em menos de 1 paciente em 10.000) após o recebimento de qualquer vacina. Você deve procurar um médico imediatamente se qualquer destes sintomas acontecer após sair do local onde sua criança recebeu a injeção:

• Dificuldade de respirar;

• Coloração azul na língua ou boca;

• Vermelhidão generalizada da pele (rash);

• Inchaço da face ou garganta;

• Pressão baixa causando tontura ou desmaio;

Quando estes sinais ou sintomas ocorrem, eles normalmente começam logo após a injeção, enquanto a criança ainda encontra-se na clínica ou no consultório médico.

Reações muito comuns (ocorrem em mais de 1 paciente em 10):

• Perda de apetite (anorexia);

• Choro;

• Sonolência;

• Vômito;

• Dor no local da injeção, vermelhidão no local da injeção (eritema), inchaço no local da injeção;

• Irritabilidade;

• Febre (temperatura de 38ºC ou mais);

Reações comuns (ocorrem em mais de 1 a 10 pacientes em 100):

• Choro anormal (choro prolongado);

• Diarreia;

• Rigidez no local de injeção (induração);

Reações incomuns (ocorrem em mais de 1 a 10 pacientes em 1.000):

• Reação de hipersensibilidade;

• Nódulo no local da injeção;

• Febre (temperatura de 39,6ºC ou mais);

Reações raras (ocorrem em 1 a 10 pacientes em 10.000):

• Vermelhidão generalizada da pele (rash);

• Grandes reações no local de injeção (>50mm), incluindo inchaço do membro de aplicação além de uma ou duas juntas. Estas reações começam entre 24-72 horas após a vacinação, podem estar associado à vemelhidão, calor, sensibilidade ou dor no local de injeção que melhoram entre 3-5 dias, sem a necessidade de tratamento.

Reação muito rara (ocorre em menos de 1 paciente por 10.000):

• Episódios em que sua criança entra em um estado semelhante ao choque ou está pálido, mole e sem resposta por um período de tempo (reações hipotônicas ou episódios hipotônico-hiporresponsivos (EHH);

• Reações alérgicas severas (reações anafiláticas);

• Convulsões, com ou sem febre;

Potenciais eventos adversos: outros eventos adversos foram relatados com outras vacinas contendo as mesmas substâncias ativas desta vacina:

• Reação alérgica severa (reação anafilática);

• Síndrome de Guillain-Barré (sensibilidade anormal, paralisia) e Neurite braquial (paralisia, dor difusa no braço e ombro) foram relatados após administração de vacinas contendo toxoide tetânico;

• Inchaço de um ou dos dois membros inferiores. Os sintomas associados podem incluir coloração azulada (cianose), vermelhidão, pequenas áreas de sangramento sob a pele (púrpura transiente) e choro persistente. Se esta reação ocorre, é principalmente após as primeiras injeções e é observada em até poucas horas após a vacinação. Todos os eventos desaparecem completamente em até 24 horas sem tratamento;

• Encefalopatia/encefalite (processo inflamatório do cérebro);

• Formigamento, dormência ou fraqueza nos braços e/ou pernas (polirradiculoneurite), paralisia facial, distúrbios visuais, escurecimento súbito ou perda de visão (neurite ótica), problemas com coordenação e equilíbrio (desmielinização do sistema nervoso central, esclerose múltipla) foram relatados após a administração de uma vacina contendo antígeno de hepatite B;

• Em bebês muito prematuros (com 28 semanas de gestação ou menos), falhas mais longas que o normal entre as respirações podem ocorrer por 2-3 dias após a vacinação;

Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe ao seu médico.

9. O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

Nenhum caso de superdose foi reportado. Entretanto, em caso de superdosagem, recomenda-se entrar em contato com o Serviço de Informação sobre Vacinação (SIV) para que o devido acompanhamento possa ser dado.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS

Registro MS nº 1.1300.
Farmacêutica Responsável: Silvia Regina Brollo
CRF-SP nº 9.815
Serviço de Informação sobre Vacinação: 0800 14 84 80

Fabricado, Envasado e Embalado por:
Sanofi Pasteur S/A
Marcy l’Etoile, França. Ou

Fabricado e Envasado por:
Sanofi Pasteur S/A
Marcy l’Etoile, França. E

Embalado por:
Sanofi Pasteur S/A
Val de Reuil, França

Importado por:
Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda.
Rua Conde Domingos Papaiz, 413
Suzano – SP
CEP 08613-010
CNPJ 02.685.377/0001-57

Venda sob prescrição médica.

Esta bula foi aprovada em 29/08/2016. Aqui poderá consultar a bula original em PDF disponibilizada no site Medley. Digite o nome do medicamento ou a letra inicial do medicamento e pronto!

Fonte: inteiramente e totalmente extraída do site Medley onde estão disponibilizadas em PDF inúmeras bulas de medicamentos. Utilizamos essa página em questão no aqui beleza e saúde para retransmitir a informação. O acesso a informação é direito de todo cidadão.