Novo endereço do site aqui, caso esteja acessando com endereço antigo.


Dificuldades para perder peso? pode ser por isso

Dificuldades para perder peso? pode ser por isso

Algumas pessoas acham mais difícil perder peso do que outras, mas por que isso acontece? Um novo estudo identificou uma molécula em células de gordura que poderia ser a culpada.

Os pesquisadores descobriram que as células de gordura das pessoas obesas mostram maior expressão de uma molécula chamada lisil oxidase (LOX).

A LOX está associada à fibrose, ou "cicatrização", do tecido adiposo, que, como pesquisas anteriores mostraram, pode dificultar os esforços de perda de peso.

A coautora do estudo, Dra. Katarina Kos, que trabalha no Grupo de Pesquisa em Diabetes e Obesidade da Universidade de Exeter Medical School, no Reino Unido, e seus colegas recentemente relataram suas descobertas na revista Metabolism.

Acredita-se que cerca de 1 em cada 3 adultos nos Estados Unidos seja obeso, o que os coloca em maior risco de diabetes tipo 2 , derrame , doenças cardíacas e algumas formas de câncer.

A falta de exercício e uma dieta pobre são as principais causas da obesidade , por isso não é surpresa que comer uma dieta saudável e aumentar a atividade física são as primeiras estratégias que tentamos na tentativa de perder peso.

Mas essas intervenções podem produzir resultados mistos: alguns indivíduos vêem os quilos caírem, enquanto outros acham muito mais desafiador. O novo estudo pode ter descoberto uma explicação para o último.

Níveis mais altos de LOX em pessoas obesas

Para o seu estudo, o Dr. Kos e colegas analisaram amostras de tecido adiposo abdominal que tinham sido retirados de indivíduos obesos antes de serem submetidos a cirurgia para perda de peso.

Em comparação com amostras de tecido adiposo abdominal de indivíduos magros, a análise revelou que o tecido adiposo de pessoas obesas tinha maior expressão da molécula de LOX, que é uma causa de fibrose do tecido adiposo.

Em uma investigação mais aprofundada, os pesquisadores descobriram que o aumento na expressão de LOX foi impulsionado por um aumento na privação de oxigênio e inflamação nas células de gordura, que ocorre quando as células de gordura se tornam maiores.

Os cientistas explicam que quando as células de gordura sofrem esse tipo de estresse perdem a capacidade de armazenar calorias em excesso. Como resultado, essas calorias ficam armazenadas como gordura em torno de órgãos importantes, como o fígado e o coração, e isso está associado a inúmeros problemas de saúde, incluindo doenças cardíacas e diabetes tipo 2.

Infelizmente, estudos mostraram que a fibrose do tecido adiposo pode dificultar a perda de peso. "Mas isso não significa que as cicatrizes impossibilitem a perda de peso", enfatiza Kos.

"Adicionar alguma atividade regular a uma ingestão de energia um pouco menor por um período mais longo possibilita a perda de peso e ajuda o tecido adiposo a não ficar sobrecarregado", continua ela. "Sabemos que isso melhora nosso nível de açúcar no sangue e é fundamental no controle do diabetes ".

Precisamos cuidar da nossa gordura

Além disso, as descobertas da equipe indicam que o direcionamento da molécula de LOX pode ser uma forma de prevenir a fibrose das células adiposas e, possivelmente, facilitar a perda de peso, mas são necessários mais estudos para confirmar essa teoria.

Dr. Kos observa que mais pesquisas também são necessárias para identificar outras formas de prevenir a fibrose do tecido adiposo. Enquanto isso, ela diz que aumentar nossa atividade física poderia ajudar.

"Há evidências de que, uma vez que o tecido adiposo se torne cicatrizado, apesar da perda de peso, ele pode não se recuperar totalmente", diz ela. "Precisamos cuidar de nosso tecido adiposo, que pode deixar de funcionar se estiver sobrecarregado quando for forçado a absorver mais e mais calorias".

"Como clínico", conclui Kos, "aconselho o exercício ou, pelo menos, uma 'caminhada' depois de uma refeição que pode fazer uma grande diferença na nossa saúde metabólica."

Autor da fonte da matéria: Honor Whiteman.
Matéria de Honor Whiteman e fato verificado por: Jasmin Collier. Publicado no: Medical News Today.

Informação: toda a autoria e fonte da matéria pertence a Honor Whiteman. Toda a matéria foi um fato verificado por Jasmin Collier e publicada no Medical News Today em 2018. Colocamos no site todas as informações da matéria. De qualquer forma, poderá ler a matéria completa do autor Honor Whiteman conforme publicada no site Medical News Today  aqui. No Medical News Today a matéria está em inglês, mas, você pode traduzir a página para o português. 05/10/2018.